sexta-feira, 20 de junho de 2014

Raios e trovões! | Aos 30



Xiiii.... Cheguei nos trinta! E agora? 
Agora, minha filha, os vinte acabaram! Você vai ficar aí de deprê porque as pessoas te zoam de coroa?
Meu bem, a expectativa de vida aumentou sabia?  E não é de hoje não. A média fica entre 60 e 80 anos, mas os malditos 30 são o sinal da decadência eteeeeerna! (risada maléfica).
Mas, você já parou pra pensar que o momento de acontecerem as coisas na sua vida pode ser agora? Aos 30? Você acha mesmo que nos vinte e poucos você era super fodona e sabia tudo? Pois bem...
Eu, que sou meio tapada, tive minha crise dos 30 aos 31, foi nesse momento que a ficha caiu e eu percebi que as coisas não estavam indo bem. Não só pelo fato de ter ultrapassado os 30, mas eu estava muito acima do peso, tinha um namoro em crise, um emprego que estava mais para um castigo e ainda sustentava minha irmã e seu namorado que viviam numa lua de mel eterna com o cigarrinho do tinhoso. Minha vida nesse período foi um verdadeiro inferno. E ficou pior depois... (Mas isso é uma longa história). Meus problemas eram tão grandes nesse período que ter mais de 30 foi só a cereja do bolo. 
Depois de pular essa sequência de fogueiras, percebi que fazer 30 anos era só mais uma etapa e que muitas outras estavam por vir.
Enfim, pare de se sentir velha e valorize suas experiências, é nelas que você vai se apoiar durante a vida.

=)

domingo, 13 de outubro de 2013

Você lembra dessa criança?



Você lembra dessa criança? Não precisa de foto, basta fechar os olhos e lembrar daquela criança curiosa olhando no espelho e querendo descobrir o mundo.
Quando eu tinha 5 anos, queria ir para a Disney. E minha mãe, com aquela delicadeza característica dela, respondeu:
- Estude muito, trabalhe mais ainda, ganhe seu dinheiro, pague a passagem e vá.
Isso foi um soco de realidade pra mim, que no alto dos meus 5 anos de idade mal sabia o que era dinheiro direito, via minhas coleguinhas do colégio indo passear na terra do Mickey e não conseguia entender o porque de não poder ir.
Aquilo me marcou tão profundamente que tomei como uma "Quest"* para a vida ir para a Disney.
Passaram-se 27 anos e hoje eu ainda olho no espelho e de vez em quando enxergo aquela guriazinha, louca por castelos e aventuras de capa e espada, perguntando quando iremos.
Eu sempre respondo - Logo, não se preocupe, nós iremos! Eu não deisisti!
Aí a guria me dá aquele sorriso tronchinho e cheio de alegria - Tá bom! Eu quero ver o Mickey e o castelo da princesa viu?
Ok - Eu respondo - Mas eu também quero ir no Hollywood Tower.
- Aí eu espero lá embaixo tomando sorvete hihihihihihihihi! - Ela responde.
Adoro essa guriazinha de sorriso troncho e cheia de sonhos. Adoro realizar os sonhos dela também!

Feliz dia das crianças! Realizem os sonhos desses gurizinhos que ainda moram dentro de vocês! Isso faz bem pra alma!

=)

*Estrangeirismo com origem nos jogos de RPG (Role Playing Games) para designar algo muito desafiador, difícil ou distante.

domingo, 23 de setembro de 2012

Caixas, caixas e caixas!


Só hoje caiu a ficha: estou saindo de casa. Moro sozinha tem 12 anos incompletos, mas ainda era o apartamento da minha mãe, um lugar com liberdade vigiada mesmo que a distância. Agora vem aquele frio na barriga de quem está se equilibrando na bicicleta sem rodinhas pela primeira vez. Ai que medo de cair! Medinho passageiro, espero.

Ps. Haja caixa viu?

domingo, 22 de julho de 2012

Diálogo com a morte e um parto inusitado


Tive um sonho muito estranho noite passada. Sonhei que conversava com a morte, discutia com ela sobre coisas que eu achava que estavam dando errado e que eu queria mudar. Depois o sonho deu um salto e eu paria uma menina linda, estava bem amparada num hospital, mas ninguém ali era conhecido. Foi bastante tranquilo, nada do que eu imagino de um parto (dor e agonia rsrsrsrsrsrs!). Logo que eu acordava no quarto, enquanto a nenê estava no berçário, eu ligava pro meu atual namorado e dizia "Amor, Nina nasceu!".
Aí que eu acordei e claro que eu fiquei perturbada com isso! Como assim? Nem quero criança agora! Fui atrás do significado e olha só o que eu achei:

Relembramos mais uma vez que os sonhos são carregados de simbolismo. O que isto significa é que sonhar com um parto não quer dizer necessariamente que haja alguém grávida na família ou que se há, isso seja um sinal de como o parto vai correr.
No mundo dos símbolos que é dos sonhos, sonhar com um parto, provavelmente é uma indicação que uma ideia nova está a nascer. Poderá ser uma ideia de negócios ou até relacionada com assuntos familiares, mas é na certa uma boa ideia, uma ideia que promete algo de realmente novo e agradável.
Resumindo, sonhar com parto é um sonho que lhe alerta para coisas boas, nomeadamente riqueza e felicidade.
É um bom presságio sonhar com parto, pois denota sempre êxito; sucesso; realizações em todos os campos. Dar à luz significa esperança realizada em breve. Parto feliz: fim de sofrimento.
Sonhar com morte ou com o espectro da morte representa sorte nos negócios. Falar com a morte pode ser a cura de uma doença grave. 

Então tá! Que bom! Que venha logo esse montão de coisas boas!

=)

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Carta carinhosa


Um cheiro, um sabor
Olhares trocados, sentidos
Uma lembrança, um calor,
Beijo roubado querido

Um sentimento, um ardor
Amor surge correspondido
Uma saudade, um clamor
Meu coração por ti, vencido

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Odeio

Odeio saber que um dia vc me jogou fora como um brinquedo usado
Odeio saber que um dia vc fingiu que eu não existia
Odeio saber que houveram outras na sua cama
Odeio saber que vc me deixou no pior momento
Odeio saber que vc enquanto eu passava necessidade vc beijava outra
Odeio saber que não tive direito de influenciar no apartamento
Odeio todas as desculpites sobre o apartamento
Odeio saber que vc fez outra feliz enquanto eu estava destruída
Odeio desconfiar que vc tinha interesse em outra quando agente estava junto
Odeio saber que quando eu te amava 100% vc tinha vergonha disso
Odeio saber que vc quase engravidou outra e hj morre de medo de eu engravidar
Odeio ter sofrido tanto e ter sentido tanta saudade sua sem saber que vc estava feliz com sua "liberdade"
Odeio saber que eu fui culpada por vc e seus amigos pelas suas desgraças
Odeio ter me iludido pensando que vc sofria de saudade enquanto estava feliz e paquerando
Me odeio por ter colocado vc num lugar tão especial como me coração sem saber que vc podia fazer isso
Odeio não ter ficado com ninguém pq o amor ainda existia
Odeio saber vc não era diferente dos outros
Odeio ter te avisado do falecimento dos meus tios e vc ter sido tão frio
Odeio saber que quando eu estava reconstruída e refeita vc lembrou da minha existência
Odeio saber que vc me largou quando eu estava na pior e só quando estava bonita de novo vc me quis
Odeio morrer de medo todo dia de vc enjoar de mim de novo
Odeio ter enfrentado o tratamento no dentista sozinha
Odeio não confiar em vc
Odeio saber que vc curte tanto a outra
Odeio suas desculpinhas
Odeio não poder fazer nada em relação ao apartamento
Odeio ter a presença da outra no dia dos namorados
Odeio saber que nunca vou ser como a outra
Odeio ser descartável...

Mas lembre que hoje vc é descartável também...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...